Os desafios da oncofertilidade: o contexto português

Autores

  • Gustavo Monteiro Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar – Universidade do Porto
  • Isa Peixoto Interna de Formação Específica de Oncologia Médica no Hospital Geral de Santo António Serviço de Oncologia Médica — Centro Hospitalar do Porto EPE, Porto, Portugal
  • Noémia Afonso Assistente Hospitalar Graduada de Oncologia Médica no Hospital Geral de Santo António Serviço de Oncologia Médica — Centro Hospitalar do Porto EPE, Porto, Portugal Professora Auxiliar Convidada de Oncologia Médica no Mestrado Integrado em Medicina do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar
  • António Araújo Assistente Hospitalar Graduado Sénior de Oncologia Médica no Hospital Geral de Santo António Serviço de Oncologia Médica — Centro Hospitalar do Porto EPE, Porto, Portugal Prof. Catedrático Convidado de Medicina no Mestrado Integrado em Medicina do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar – Universidade do Porto

Resumo

Propusemo-nos caracterizar a relação entre a doença oncológica e o seu tratamento, com questões associadas à fertilidade, no sentido de aprofundar a importância para as doentes, bem como a forma como assunto é abordado
em âmbito de consulta.
Neste sentido, foi aplicado um questionário especifico a doentes pré-menopáusicas, com cancro da mama.
Na amostra avaliada verificou-se que as questões associadas à fertilidade são mais relevantes para doentes mais jovens e/ou sem filhos. A discussão é mais frequente em estadios mais precoces do cancro e nas mais jovens, tendo ocorrido
globalmente em apenas 50%.
Os conhecimentos sobre oncofertilidade e as técnicas de preservação de fertilidade evoluíram mas a sua implementação pode ser otimizada, destacando-se a necessidade de discussão por rotina deste tema e a sua orientação precoce.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-04-14

Como Citar

Monteiro, G., Peixoto, I., Afonso, N., & Araújo, A. . (2021). Os desafios da oncofertilidade: o contexto português. Revista Portuguesa De Oncologia, 3(2), 31–38. Obtido de https://rponcologia.com/index.php/rpo/article/view/23

Edição

Secção

Artigos de investigação original

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)